Moska – Beleza e Medo (2018)

Moska sempre demonstrou ser um artista socialmente consciente e, neste disco, fazendo uso de sua visão aguçada, abordou temas importantes da realidade brasileira de um ponto de vista inusitado. Ele fala de beleza quando aborda aspectos sensíveis de nossa percepção sobre a vida que segue, mas de modo poético e simples; fala de medo para alertar e denunciar questões do cotidiano e das figuras encarregadas das nossas questões políticas. […] Nesse sentido, estabelece uma relação entre a beleza e o medo. Contrapondo-os e distinguindo-os segundo uma perspectiva individual que afeta a todos de formas diferentes. Será que essa relação é possível? Se sim, onde está o limite entre o que é belo e o que temeroso? Se não, onde está a poesia nesse contexto. Moska deixa a interpretação livre, mas implicitamente sugere que o limite é uma linha imaginária que depende da visão de mundo de cada um e que a poesia existe como ponte entre as diversas realidades do nosso país.

Data do lançamento: 03/08/18.

Referências: