Arthel Watson & David Grisman – Doc & Dawg (1997)

Na infância, uma infecção no olho, o cegou. Mesmo assim, mostrou talento precoce para a música. Desenvolvendo seu estilo com base no regionalismo de sua terra natal. Seu violão suave e sua voz de barítono lhe renderam atenção durante um período de popularização da música folclórica no início da década de 1960. Watson foi um pioneiro popular de sua geração.

Mergulhou na música, aprendendo canções que tinha ouvido no rádio por pioneiros locais como Jimmie Rodgers. Adolescente, levou sua música para as ruas literalmente, tocando com seu irmão Linney Watson, nas esquinas da cidade de Boone (Carolina do Norte), onde em 2011, uma estátua de tamanho real foi erguida em sua homenagem. Recebeu seu apelido “Doc” quando, durante uma apresentação numa rádio local, um ouvinte assim sugeriu, baseado no jeito de tocar.

Uma das contribuições mais notáveis ​​de Watson para a música americana foi justamente o seu estilo rápido de tocar, que influenciou gerações de guitarristas de folk e  de rock. Bob Dylan comparou seu estilo picking com um “fluxo de água corrente”, enquanto que o próprio Watson o teria modestamente descrito como “country pickin“.

Watson teve uma carreira duradoura e seu estilo contry-blues regional influenciou artistas que vão da da música popular americana ao blues, estendendo-se ainda para o rock. Faleceu aos 89 anos de idade, em 2012, deixando uma boa herança artística para músicos de muitas vertentes.

Quanto a Grisman, a amizade entre os músicos remonta ao início dos anos 60, quando Doc acabara de ser “descoberto” como artista e convidou o bandolinista de apenas 17 anos para se apresentar com ele no Gerde’s Folk City em Nova York. “Ao longo dos anos”, disse David, “Doc e eu nunca perdemos a chance de tocar juntos. As canções contidas neste disco documentam algumas jams maravilhosas após o jantar e que, agora, temos o prazer de compartilhá-las com vocês.”

São 14 faixas que oferecem ao ouvinte uma variedade de estilos musicais, incluindo um galopante Soldier’s Joy, um blues relaxado de Bill Monroe, Bluegrass Stomp e um alegre e divertido jazz chamado Sweet Georgia Brown. Frankie and Johnny é uma joia country e Summertime, o grande destaque deste disco, é um blues saudosista. Os vocais harmoniosos, a palhetada tranquila e os versos do bandolim caminham de mãos dadas ao lado de convidados especiais: Jack Lawrence, afiliado de Doc, figura em sete faixas; o lendário Curley Sechler, contribui com seus vocais de tenor em What is Home Without Love? e Stuart Duncan (violino), Alan O’Bryant (banjo) e James Kerwin (baixo) adicionam arranjos maravilhosos numa canção tributo ao próprio Doc chamada Watson Blues.

Data do lançamento: 19/08/97.

Referências: